From 1 - 10 / 90
  • Categories  

    "Fonte: General Bathymetric Chart of the Oceans - GEBCO. In: British Oceanographic Data Centre - BODC. Liverpool, 2010. Disponível em: <https://www.bodc.ac.uk/data/online_delivery/gebco/>. Acesso em: dez. 2010. Modificado e formatado pela Coordenação de Geografia do IBGE."

  • Categories  

    "Notas: 1. Mapa elaborado com dados de: Agência Nacional do Petróleo (Brasil). Banco de Dados de Exploração e Produção - BDEP. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <http://www.bdep.gov.br/>. Acesso em dez. 2010. 2. Estão incluídos todos os poços de exploração - destinados à descoberta de reservas de petróleo e/ou gás natural - e de explotação - destinados à produção de petróleo e/ou gás natural" Fonte: IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia.

  • O mapeamento apresenta os dados de estabelecimentos agropecuários com produção extrativista de andiroba em 2017. Compõe o conjunto de mapas de extrativismo de andiroba: características dos produtores da publicação Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 que tem como objetivo principal o entendimento, em um sentido amplo, dos processos estruturantes do espaço geográfico brasileiro, através da atualização do Atlas Nacional do Brasil Milton Santos 2010. Neste contexto, a abrangência do temário proposto, incluindo o presente mapeamento, é resultado da valiosa contribuição das fontes oriundas do próprio IBGE e de outras instituições públicas e privadas, sem as quais o Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 não daria conta da complexa articulação de temas que envolvem a atualização do conhecimento do território brasileiro.

  • O mapeamento apresenta os dados de estabelecimentos agropecuários com produção extrativista de pequi em 2017. Compõe o conjunto de mapas de extrativismo de pequi: características dos produtores da publicação Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 que tem como objetivo principal o entendimento, em um sentido amplo, dos processos estruturantes do espaço geográfico brasileiro, através da atualização do Atlas Nacional do Brasil Milton Santos 2010. Neste contexto, a abrangência do temário proposto, incluindo o presente mapeamento, é resultado da valiosa contribuição das fontes oriundas do próprio IBGE e de outras instituições públicas e privadas, sem as quais o Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 não daria conta da complexa articulação de temas que envolvem a atualização do conhecimento do território brasileiro.

  • Categories  

    Fonte: IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia. "Notas: 1. Mapa elaborado com dados de: Informe sobre as espécies exóticas invasoras marinhas no Brasil. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente - MMA, 2009. 440 p. (Biodiversidade, 33). Disponível em: <http://www.mma.gov.br/ estruturas/174/_publicacao/16032010050723.pdf>. Acesso em: dez. 2010. 2. Não foram encontrados estudos sobre espécies marinhas invasoras no Estado do Amapá.

  • O mapeamento apresenta os dados de estabelecimentos agropecuários com produção extrativista de castanha-do-Brasil em 2017. Compõe o conjunto de mapas de extrativismo de castanha-do-Brasil: características dos produtores da publicação Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 que tem como objetivo principal o entendimento, em um sentido amplo, dos processos estruturantes do espaço geográfico brasileiro, através da atualização do Atlas Nacional do Brasil Milton Santos 2010. Neste contexto, a abrangência do temário proposto, incluindo o presente mapeamento, é resultado da valiosa contribuição das fontes oriundas do próprio IBGE e de outras instituições públicas e privadas, sem as quais o Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 não daria conta da complexa articulação de temas que envolvem a atualização do conhecimento do território brasileiro.

  • Categories  

    Fonte: IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia. Nota: Mapa elaborado com dados de: Marinha do Brasil, Diretoria de Hidrografia e Navegação, Centro de Hidrografia da Marinha, Limites Marítimos Brasileiros.

  • Categories  

    Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2010; e Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia. Nota: Os municípios que apresentam alto percentual de domicílios particulares de uso ocasional estão destacados com toponímias.

  • Municípios (556) que concentram 84,4% da produção de soja. A produção de soja por Município foi dividida em 5 classes, a partir do algoritmo de Jenks. O mapa representa os Municípios nas 4 classes com maior produção, que concentram um percentual do total da produção, valor exibido na legenda do mapa. Faz parte da publicação Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 que tem como objetivo principal o entendimento, em um sentido amplo, dos processos estruturantes do espaço geográfico brasileiro, através da atualização do Atlas Nacional do Brasil Milton Santos 2010. Neste contexto, a abrangência do temário proposto, incluindo o presente mapeamento, é resultado da valiosa contribuição das fontes oriundas do próprio IBGE e de outras instituições públicas e privadas, sem as quais o Atlas Nacional Digital do Brasil 2022 não daria conta da complexa articulação de temas que envolvem a atualização do conhecimento do território brasileiro.

  • Categories  

    Fonte: IBGE, Diretoria de Geociências, Coordenação de Geografia. Notas: 1. Mapa elaborado com dados de: Produção pesqueira. In: Brasil. Secretaria de Comércio Exterior. ALICE-Web2. Brasília, DF, 2010. Disponível em: <http://aliceweb.desenvolvimento.gov.br/>. Acesso em: dez. 2010; e Informações e estatísticas.