From 1 - 10 / 10
  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Este grupo de camadas organiza a visualização da Base Contínua de Vegetação do Brasil por Unidades da Federação 1° Nível (não existente neste grupo, enquadramento de tela direto para o Nível 2); 2° Nível (escala de visualização na tela entre 1:5 000 000 e 1:400 000): Cobertura Vegetal e outras áreas (predominante) 3° Nível (escala de visualização na tela maior 1:400 000): Limites das unidades de mapeamento e sua respectiva legenda de classificação.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Esta camada intermediária de apoio viabiliza a consulta de feições de área da Base Contínua de Vegetação do Brasil por limites dos Municípios (BC250 - Versão 2019).

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Este grupo de camadas organiza a visualização da Base Contínua de Vegetação do Brasil por Biomas com legenda dinâmica ativada de acordo com o zoom na tela: 1° Nível (escala de visualização na tela menor que 1:5 000 000): Regiões Fitoecológicas e outras áreas 2° Nível (escala de visualização na tela entre 1:5 000 000 e 1:400 000): Cobertura Vegetal e outras áreas (predominante) 3° Nível (escala de visualização na tela maior 1:400 000): Limites das unidades de mapeamento e sua respectiva legenda de classificação.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Este grupo de camadas organiza a visualização da Base Contínua de Vegetação do Brasil com legenda dinâmica ativada de acordo com o zoom na tela: 1° Nível (escala de visualização na tela menor que 1:5 000 000): Regiões Fitoecológicas e outras áreas 2° Nível (escala de visualização na tela entre 1:5 000 000 e 1:400 000): Cobertura Vegetal e outras áreas (predominante) 3° Nível (escala de visualização na tela maior 1:400 000): Limites das unidades de mapeamento e sua respectiva legenda de classificação.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Esta camada de apoio permite a visualização, sobreposta as demais informações do mapeamento, das áreas de Contatos (Ecótonos e Encraves) do Brasil.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O mapeamento de vegetação abrange a cobertura da terra do território nacional, conforme a classificação da vegetação brasileira utilizada pelo IBGE. As informações foram produzidas em formato digital, no período de 1997 a 2017, a partir da compilação de dados existentes, interpretação de imagens orbitais, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto vetorial é disponibilizado com informações tabulares complementares sobre a classificação. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O Ponto de Vegetação consiste em informações georreferenciadas sobre as fitofisionomias e os ambientes que ocupam. Utilizados como insumo ao mapeamento, foram coletados nas diferentes regiões do território nacional. Os pontos variam em complexidade, podendo conter desde informações genéricas locais até elementos de inventário florestal e de florística, além de registros fotográficos. As informações foram produzidas, a partir da década de 1970 até 2018, através da compilação de dados existentes, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto é disponibilizado pelo IBGE em formato digital vetorial e tabular. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Esta camada intermediária de apoio viabiliza a consulta de feições de Pontos de Vegetação da Base Contínua de Vegetação do Brasil por limites dos Municípios (BC250 - Versão 2019).

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O Ponto de Vegetação consiste em informações georreferenciadas sobre as fitofisionomias e os ambientes que ocupam. Utilizados como insumo ao mapeamento, foram coletados nas diferentes regiões do território nacional. Os pontos variam em complexidade, podendo conter desde informações genéricas locais até elementos de inventário florestal e de florística, além de registros fotográficos. As informações foram produzidas, a partir da década de 1970 até 2018, através da compilação de dados existentes, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto é disponibilizado pelo IBGE em formato digital vetorial e tabular. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Esta camada intermediária de apoio viabiliza a consulta de feições de Pontos de Vegetação da Base Contínua de Vegetação do Brasil por limites das Unidades da Federação (BC250 - Versão 2019).

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O Ponto de Vegetação consiste em informações georreferenciadas sobre as fitofisionomias e os ambientes que ocupam. Utilizados como insumo ao mapeamento, foram coletados nas diferentes regiões do território nacional. Os pontos variam em complexidade, podendo conter desde informações genéricas locais até elementos de inventário florestal e de florística, além de registros fotográficos. As informações foram produzidas, a partir da década de 1970 até 2018, através da compilação de dados existentes, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto é disponibilizado pelo IBGE em formato digital vetorial e tabular. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE.

  • Categories  

    A Base Contínua de Vegetação do Brasil, parte integrante do Banco de Dados e Informações Ambientais (BDiA), é um produto do projeto Mapeamento de Recursos Naturais do IBGE que, em sua constituição, inclui também as bases de dados de Geologia, Geomorfologia e Pedologia, ajustados à Base Cartográfica Contínua do Brasil na escala 1:250 000 (BC250). O Ponto de Vegetação consiste em informações georreferenciadas sobre as fitofisionomias e os ambientes que ocupam. Utilizados como insumo ao mapeamento, foram coletados nas diferentes regiões do território nacional. Os pontos variam em complexidade, podendo conter desde informações genéricas locais até elementos de inventário florestal e de florística, além de registros fotográficos. As informações foram produzidas, a partir da década de 1970 até 2018, através da compilação de dados existentes, expedições de campo e pesquisa bibliográfica. O produto é disponibilizado pelo IBGE em formato digital vetorial e tabular. Os métodos utilizados no mapeamento são descritos no Manual Técnico da Vegetação Brasileira do IBGE. Esta camada intermediária de apoio viabiliza a consulta de feições de Pontos de Vegetação da Base Contínua de Vegetação do Brasil por limites dos Biomas (versão 2019).