From 1 - 10 / 249
  • Categories  

    Classificação das sedes municipais segundo o valor do índice de intermediação, calculado a partir da conectividade dos municípios pela rede de transporte de passageiros. O índice de cada município é calculado dividindo a soma de medidas geodésicas entre todos os vértices da rede que incluem este município por aqueles que não incluem. Índice de intermediação. O índice mede o quanto cada município encontra-se no caminho para os demais vértices da rede se interconectarem. Quanto mais um município for intermediador, sendo um ponto de passagem de um grande número de vértices, maior será o seu índice. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016.

  • Categories  

    Pontos de afunilamento da rede, criando sub-redes que dependem de um cidades para se conectarem ao restante da rede. Bicomponente. Ligações que dependem de um único vértice para se conectarem ao restante da rede. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros acima de 100 saídas semanais. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público Rodoviário e Hidroviário de Passageiros. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes-municipais.]Somente ligações com frequência superior a 100 saídas semanais. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público hidroviário de passageiros. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público Aquaviário de Passageiros. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes-municipais. Somente foram representadas as ligações entre municípios ofertadas no modal hidroviário. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros acima de 7 saídas semanais. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público Rodoviário e Hidroviário sem CNPJ de Passageiros. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas somente por transportadores que não declararam CNPJ, entre sedes-municipais. Somente ligações com frequência superior a 7 saídas semanais. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros. Considerou-se o número de saídas semanais do municípios brasileiros para a cidade estrangeira. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações para cidades estrangeiras por transporte público rodoviário e hidroviário. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores de sedes municipais brasileiras para cidades estrangeiras. Foram consideradas todas as ligações internacionais existentes. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros para Metrópoles. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público rodoviário e aquaviário em até 6 horas para Metrópoles. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes-municipais, envolvendo uma metrópole e tempo de deslocamento de até 6 horas. Somente ligações com frequência superior a 1 saída semanal. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros para Metrópoles ou Capitais Regionais. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público rodoviário e aquaviário em até 2 horas para Metrópoles ou Capitais Regionais. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes-municipais, envolvendo uma metrópole ou capital regional e tempo de deslocamento de até 2 horas. Somente ligações com frequência superior a 100 saídas semanais. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Frequência das ligações entre municípios por transporte público rodoviário e hidroviário de passageiros para Metrópoles, Capitais Regionais ou Centro Sub-regionais. Considerou-se o somatório do número de saídas semanais do município A para B com o número de saídas semanais do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Frequência – Ligações entre municípios – Transporte Público rodoviário e aquaviário em até 1 hora e 30 minutos para Metrópoles, Capitais Regionais ou Centros Sub-regionais. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes-municipais, envolvendo uma metrópole ou capital regional e tempo de deslocamento de até 1 hora e 30 minutos. Somente ligações com frequência superior a 100 saídas semanais. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.

  • Categories  

    Ligações com os maiores custos relativos. Considerou-se o custo mínimo da ligação do município A para B ou do município B para A. Levantamento: Julho de 2016 a janeiro de 2017. Custo mínimo – Ligações entre município – Transporte público rodoviário e aquaviário de passageiros. Foram consideradas como ligações entre municípios, todas as seções (opções de viagem) com regularidade temporal (periodicidade e hora de embarque pré-definidos) e espacial (destino pré-definido) ofertadas por transportadores entre sedes municipais. Somente ligações com custo relativo (R$ / minuto) de 21,1 a 60. IBGE, Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016; IBGE, Regiões de Influência das Cidades 2007.